PROJETO "CONVÍVIO FAMILIAR E COMUNITÁRIO, PRINCÍPIOS QUE QUALIFICAM O ATENDIMENTO NO SERVIÇO DE ACOLHIMENTO DA CASA DA CRIANÇA"

CONHEÇAM UM DOS PROJETOS APROVADOS E FINANCIADOS NO ANO VIGENTE, VIA CHANCELA

Entidade: Associação Casa da Criança Santa Terezinha

Nome do Projeto: “Convívio familiar e comunitário, princípios que qualificam o atendimento no serviço de acolhimento da Casa da Criança”

Breve descrição do Projeto: O presente projeto tem por finalidade trabalhar a convivência familiar e comunitária das crianças e adolescentes e seus respectivos familiares visando a reintegração familiar, como também, o fortalecimento da autonomia daqueles que não possuem esta perspectiva.

O projeto Convívio Familiar e Comunitário, Princípios que Qualificam o Atendimento no Serviço de Acolhimento da Casa da Criança será realizado ao longo de 12 meses por meio de ações desenvolvidas por profissionais capacitados que serão responsáveis pelo planejamento, execução, avaliação e análise de todo o projeto, por meio da parceria com a rede de serviços socioassistenciais, pois, dessa forma pode-se garantir que a criança e o adolescente tenha acesso à saúde, educação, cultura, lazer e esporte garantindo a convivência comunitária.

As ações a serem realizadas compõe todo o trabalho desenvolvido por profissionais: realização de encaminhamentos para acompanhamentos e atendimentos na rede de serviços do município, tanto para a criança e o adolescente acolhido quanto para seus respectivos familiares; participação dos familiares em eventos comemorativos realizados na entidade; participação da família em reuniões escolares ou outras atividades desenvolvidas pela criança e pelo adolescente na comunidade; trabalhos ou atividades que envolvam as famílias e as crianças, estimulando o contato de forma lúdica; reunião sistemática de grupo de pais das crianças/adolescentes acolhidas, para troca de experiência e, como forma de articular ações solidárias e protagonizar mudanças. São realizadas também visitas domiciliares pelos profissionais do projeto, como forma de conhecer e se aproximar das famílias; encontros realizados entre crianças e adolescentes acolhidos com seus familiares no acolhimento; entrevistas e atendimentos com os familiares, com o objetivo de conhecer as particularidades, o âmbito familiar e como forma de aproximação; reuniões com a rede de serviços socioassistências as quais as crianças/adolescentes e familiares estão inseridos.

Através das ações realizadas com as crianças/adolescentes acolhidos, seus respectivos familiares e aproximação com a comunidade, atender o direito á convivência familiar e comunitária durante o afastamento do convívio familiar. Para que em período máximo de dois anos (conforme Capítulo III Do Direito à Convivência Familiar e Comunitária, Art.19, § 2° do ECA) a criança e o adolescente retornem ao convívio familiar ou seja inserido em família substituta.

 

AS FOTOS SE REFEREM:

Ø  Participação dos familiares em atividades dos acolhidos;

Ø  Visitas dos familiares;

Ø  Participação dos familiares em atividades e em comemorações;

Ø  Reuniões com o grupo de Pais.

Veja as Fotos

Voltar
CMDCA Limeira
CMDCA Limeira - Rua Treze de Maio, 101
Centro - Limeira/SP
Fone: 3446.1780
DESENVOLVIMENTO | SPHERA